Recomendo – Gavião Arqueiro: Minha Vida como uma Arma e Pequenos Acertos

O Gavião Arqueiro nunca teve tanto destaque no universo Marvel clássico. Seus momentos mais conhecidos foram na sua entrada para os Vingadores e sua morte durante Vingadores: A Queda. Tudo começou a mudar com o universo Ultimate que, durante o segundo volume dos Supremos, o personagem tem grande destaque, mas mesmo assim ele não foi tão explorado nos volumes seguintes. Depois que ele ficou conhecido pelo grande público por conta do filme dos Vingadores e aproveitando essa chance uma nova série em quadrinhos foi planejada para ele. Essa série não seria sobre ele enfrentando alienígenas e seres super poderosos, serie dele lidando com os p
roblemas comuns, coisa que é a alma da Marvel. O roteiro ficou com Matt Fraction, que vem sendo indicado e vem ganhando prêmios Eisner e Harvey desde 2008. O recomendo de hoje é sobre os dois primeiros volumes que vem sendo lançados no Brasil: Gavião Arqueiro – Minha Vida como uma Arma e Gavião Arqueiro – Pequenos Acertos.

O roteiro é simples e direto onde, acompanhamos a vida do Clint Barton (Gavião Arqueiro) quando ele não está com os Vingadores. Quando ele precisa lidar com os problemas de uma pessoa comum (ou nem tanto). E o grande trunfo da HQ está aí. O Minha Vida como uma Arma é interessante por contar histórias despretensiosas sobre a vida do Vingador, que até então é o mais frágil e que ninguém se lembra de quem é. Matt Fraction escreveu um Clint que mesmo sendo cabeça dura é extremamente carismático. O modo que ele explora a relação do Clint com Kate Bishop (a Gavião Arqueira dos Jovens  Vingadores) é uma coisa muito boa de se ler. O modo que vemos como o Clint é retratado fisicamente é um dos pequenos detalhes a serem notados. Ele conseguiu dar o toque de fragilidade física e realismo para o personagem que se parássemos pra pensar faz todo sentido. E isso se deve ao traço de David Aja que procura utilizar um desenho não tão detalhado, mas que passa o peso do roteiro e não é cansativo de se olhar.

O segundo volume, Pequenos Acertos, em maioria continua a saga de uma história específica de um envolvimento amoroso de Clint do volume anterior. A qualidade segue a mesma do primeiro volume. O único problema até então é que você precisa ter lido o primeiro volume para entender o que está acontecendo neste. Com destaque especial para ultima edição do volume que passamos a ter o ponto de vista do cachorro de Clint, o Sortudo.

Minha Vida como uma Arma e Pequenos Acertos são excelentes quadrinhos da iniciativa nova Marvel. O formato que a Panini lançou aqui ficou muito bem feito e com um preço acessível e é possível achar bem barato em lojas como Amazon, Fnac, Saraiva e etc. Esse é um trabalho que merece ser lido por todo fã de quadrinho, seja novo ou velho.

INFORMAÇÕES
Título
: Gavião Arqueiro: Minha Vida como uma Arma
Gênero: Ação, Aventura
Roteiro: Matt Fraction
Editora: Panini
Publicação: 2013
Volumes: 1 (Um)

INFORMAÇÕES
Título: Gavião Arqueiro: Pequenos Acertos
Gênero: Ação, Aventura
Roteiro: Matt Fraction
Editora: Panini
Publicação: 2013
Volumes: 1 (Um)

Luis Fernandes

Hey nerd! Siga o InVader nas redes sociais, é tudo @canalinvader