Crítica – Marseille: 1ª Temporada

[SEM SPOILERS]

Assim que o trailer foi divulgado, Marseille dava a impressão de ser a House of Cards francesa. Será que a Netflix acertou de novo? Bem não é isso que acontece.
Marseille é a primeira produção francesa da Netflix. A trama gira em torno da disputa política entre o atual prefeito de Marseille e seu vice-prefeito. Ao redor disso acompanhamos a vida de sua família: sua mulher, uma violoncelista, e sua filha que é uma jornalista que quer ter o próprio nome. Até aí uma trama política interessante, mas que foi muito mal executada.

A escolha de Gérard Depardieu como Robert Taro, um dos protagonistas, parecia acertada (apesar dos problemas fora das câmeras que o ator vem passando desde 2011), mas sua atuação só em momentos pontuais é satisfatória. O problema não é ele atuar mal, é ele não parecer que está muito satisfeito de estar ali. Benoît Magimel é o oposto. Ele é um bom ator, mas aqui peca pelo excesso. Em momentos ele é muito canastrão, por isso já penso que os diretores Thomas Gilou (sem dirigir desde 2012) e Florent-Emilio Siri não souberam explorar seus atores. Na parte de atuação a que se sai melhor é Géraldine Pailhas como Rachel Taro. A atriz consegue transmitir todos os problemas que sua personagem passa na série, que de longe é o mais interessante, mas que foi muito mal explorado. A personagem principal mais mal trabalhada é a filha de Robert Taro, Júlia Taro, que quer ser uma jornalista e só se lembra disso nos últimos episódios da série. Ela vive um romance com Selim (Nassim Si Ahmed) um jovem de descendência muçulmana que vive numa área perigosa da cidade. Esse romance só é ameaçado por Eric (Guillaume Arnault), amigo de Selim e um antigo amigo de Júlia, que também é apaixonado por ela.

As tomadas utilizadas nas passagens de cena e a trilha usada dão uma sensação de impacto, mas o problema é que na cena anterior normalmente não teve nada de impactante, e acontece uma repetição muito grande das cenas que mostram a belíssima cidade de Marseille.

Vamos dizer que Marseille, apesar de possuir atores carismáticos, peca no enredo e na execução somado a um segredo bobo e previsível. Não me surpreende a crítica francesa estar falando tão mal. Eles têm motivo pra isso. Atualmente a série possui 7,2/10 no IMDB, mas isso vai cair com certeza.

A única coisa boa da série Marseille é a cidade, que é linda. É uma sensação maravilhosa ver todos os pontos utilizados para a gravação da série. Vale à pena ver um episódio só para ver apreciar a cidade.

Pela soma de todos os fatores, Marseille merece uma nota 4. A série tem um enredo que daria muito certo nos anos 80/90, mas que hoje está batido. Uma pena que a Netflix não tenha acertado a mão.

 NOTA: 4,0

INFORMAÇÕES
Titulo: Marseille
Temporada: Primeira
Episódios: 8 (Oito)
Duração: 42 Minutos
Gênero: Drama
Criação: Dan Franck
Elenco: Gérard Depardieu, Benoît Magimel, Géraldine Pailhas, Stéphane Caillard, Nassim Si Ahmed, Guillaume Arnault.

Luis Fernandes

Siga o InVader nas redes-sociais, basta procurar por @SiteInVader!