Recomendo – Os Jovens Vingadores: Volume 1 (2005)

Todo mundo já teve aquele quadrinho, filme ou série que ninguém conhecia, mas você sim. Este recomendo é sobre um arco fechado de 13 edições sobre um grupo de jovens heróis que se autodenominavam os Jovens Vingadores (este recomendo é sobre Jovens Vingadores  Vol 1, lançado em 2005). O período que o grupo se formou foi logo depois de Vingadores: A Queda e antes dos Novos Vingadores começarem. Essa equipe tinha o propósito de ser para a Marvel o que os Novos Titãs foram para a DC, do mesmo modo que Brian Michael Bendis recomeçou os Vingadores inspirado na abordagem da Liga da Justiça.

O universo da Marvel estava delicado naquele momento. Os Vingadores haviam se dividido, a população de mutantes no mundo foi resumida a 198 e inimigos não paravam de aparecer. Um garoto do futuro descobre que irá se tornar Kang, o Conquistador e, para lutar contra seu destino, ele resolve voltar no tempo. Depois de acessar o banco de dados do falecido Visão o garoto descobriu o seu plano de contingência para os Vingadores. Ele havia mapeado um grupo de jovens que tinham alguma ligação com os Vingadores. Nesse grupo temos o neto do primeiro Capitão América, um jovem com poderes mágicos que lembra o Thor e um garoto transmorfo muito parecido com o Hulk. Juntos os quatro adotaram o os codinomes de Patriota, Asgardiano, Hulking e Rapaz de Ferro. Assim começaram os Jovens Vingadores (mais três membros ao longo da revista se juntam a equipe), mas eles não sabiam que surpresas os aguardavam.

Essa sinopse é bem vaga de propósito, já que a revista possui diversos mistérios que são levantados e respondidos ao longo das edições e para evitar qualquer spoiler pesado foi feita desse jeito.

A diversidade é um diferencial para a revista. Nela temos todos as situações pelas quais os jovens passam, desde relacionamento (heterossexual e homossexual), passando por segredos de família, provação, tentação das drogas, legado e destino. Tudo isso foi abordado e encaixado da maneira correta, fazendo com que o leitor só queira mais. Jovens Vingadores é um quadrinho pouco conhecido, mas que tem uma qualidade ímpar, bem audacioso para a época. A revista foi criada por Allan Heinberg (da série The O.C) e Jim Cheung.

A revista vendeu muito bem e foi sucesso de crítica e público, além de concorrer a diversos prêmios como o Eisner, tendo ganho dos outros prêmios: o Harvey Award for Best New Series e o GLAAD (Gay & Lesbian Alliance Against Defamation) Media Awards for Outstanding Comic Book.

Agora você deve estar se perguntado: por que então eles não tiveram mais edições? O autor Allan Heinberg estava ocupado com muitos projetos e para não prejudicar a qualidade ele preferiu parar. Os Jovens Vingadores tiveram participação ativa em diversas sagas depois do fim do Vol 1, como Guerra Civil, Invasão Secreta (as duas num crossover com os Fugitivos), o Cerco, com destaque para Reinado Sombrio e a “despedida” do criador com o arco A Cruzada das Crianças (que logo vai ganhar um recomendo).

Tem alguma dica ou sugestão? Então deixa um comentario aí em baixo.

Título: Os Jovens Vingadores – Vol 1
Gênero: Ação, Aventura, Ficção Científica
Autor: Allan Heinberg
Ilustrador: Jim Cheung

Luis Fernandes

"Nós dois fitamos o abismo, mas quando ele olhou de volta, você piscou"