Análise – Guerra Civil: Versão Deluxe

Sinopse: A ação precipitada de um grupo de jovens super-heróis acarreta uma tragédia sem precedentes, deixando um saldo de centenas de mortos. Diante da pressão popular, o governo sanciona uma lei determinando que todos os superseres sejam registrados. A iniciativa divide a comunidade heroica como nunca antes. De um lado, a facção pró-registro, liderada pelo Homem de Ferro; do outro, os contrários à medida, tendo à frente o Capitão América.


A Guerra Civil pode ser considerada um dos maiores acontecimentos na história dos quadrinhos e é usada muitas vezes como marco temporal no Universo Marvel. O que vou falar para vocês hoje é de um reedição dos quadrinhos que contam a história da Guerra Civil, ele é um encadernado de edição e volume únicos, feito pelo grande Mark Millar e com artes do artista canadense Steve McNiven. Com a espera do novo filme da Marvel Studios Capitão América – Guerra Civil e com seu, por enquanto, único trailer divulgado já é possível bolar possíveis teorias, sejam elas semelhantes ou não com a história original da famosa Guerra Civil.
 
Nos quadrinhos, ela começa com a explosão de uma escola causada pelo Nitro por causa de uma ação precipitada de jovens super-humanos, que não tem nenhuma relação com os Vingadores, e que ocasiona a morte de diversas pessoas, em sua maioria crianças. Devido a isso, o governo decide aprovar a Lei de Registro de super-humanos. E então diversos super-heróis se dividem, uns liderados por Tony Stark, o Homem de Ferro, que aprovam a lei e os que não aprovam retirar suas máscaras liderados por Steve Rogers, o Capitão América. 

No filme eu acredito que não podem excluir a Lei de Registro, impossível fazerem isso, porém, na minha opinião, pelo o que foi mostrado no trailer do filme eles brigam por outro motivo: Bucky Barnes, o Soldado Invernal do segundo filme do Capitão América, que nem sequer aparece na Guerra Civil nos quadrinhos. Mas claro que eu posso estar enganado, e deixo claro isso: eu realmente espero que esteja enganado.

 
Outro fato a se comentar são os integrantes de cada equipe. Nos quadrinhos são diversos, contando com Quarteto Fantástico, Wolverine, Doutor Estranho, She-Hulk, Namor e diversos outros que não são consideravelmente muito conhecidos. No trailer do filme eu gostei de terem posto somente cinco integrantes em cada equipe, pois o pessoal que não lê quadrinhos não iria entender nada. Gostei muito da presença do Pantera Negra. Apesar de não ter aparecido no trailer, o Homem-Aranha não vai ficar de fora. Ele é um dos personagens mais importantes da Guerra Civil. Acredito que a Marvel ocultou ele para fazer um suspense.
 
Portanto, se você é fã da Marvel, fã de super-heróis, você tem que ler!!! É uma excelente história e se trata de uma das maiores histórias do universo dos quadrinhos. Você encontra em livrarias e até em sites como Amazon e Fnac. Mas cuidado para não comprar o livro em vez dos quadrinhos, a não ser que você queira ler também e deve ser muito bom.

Espero que tenham gostado da Análise.


Título: Guerra Civil

Gênero: Ação/ Aventura/ Ficção Científica
Autor: Mark Millar | Ilustrador: Steve McNiven
Editora: Marvel
Publicação Original: 2010
Páginas da Versão Nacional: 208
Link: Indisponível

Leo Valentini

Hey nerd! Siga o InVader nas redes sociais, é tudo @canalinvader