Melhores Filmes de 2015

O ano de 2015 ficará lembrado no cinema por um acontecimento em especial: o retorno de Star Wars em grande estilo. Mas nem apenas de Star Wars viveu o cinema neste ano. Outras duas franquias voltaram ao cinema arrasando quarteirões: Mad Max e Jurassic Park. A Pixar voltou à sua velha forma com o brilhante Divertida Mente. Ridley Scott dirigiu seu melhor longa desde 2007 em Perdido em Marte. A Marvel lançou o filme evento do primeiro semestre Os Vingadores – A Era de Ultron e ainda mostrou que mesmo seus heróis de terceiro escalão podem render ótimos longas se forem bem trabalhados, como Homem-Formiga. A Fox decepcionou ao tentar lançar mais um Quarteto Fantástico que, mesmo com um elenco de muito talento, não conseguiu produzir um filme minimamente memorável. A DC não deu as caras neste ano, mas em 2016 promete inundar os cinemas com uma multidão de fãs ávida por mergulhar no seu universo. Velozes e Furiosos 7 foi um acontecimento, mais pela despedida a Paul Walker que pela qualidade do filme em si, que talvez seja o melhor da série. Tom Cruise mostrou que Missão: Impossível é a sua franquia e o ator não mede esforços com o objetivo de melhorar cada vez as qualidades de seus longas. Daniel Craig talvez se despediu de James Bond em 007 – Contra Spectre, que não é melhor que seu antecessor, mas nem por isso não deve ser assistido.

O Oscar 2015 talvez tenha sido um dos mais justos dos últimos tempos. Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) impressionou o público e a crítica com seu praticamente eterno plano sequência e levou os prêmios de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original e Melhor Fotografia. Julianne Moore arrasou em Para Sempre Alice, que seria um filme comum se não fosse sua principal atriz, e conquistou o prêmio de Melhor Atriz. Eddie Redmayne emocionou no papel do físico Stephen Hawking pela sua entrega física sem frescuras e seu mergulho no intelecto do personagem e ganhou o prêmio de Melhor Ator. Patricia Arquette levou o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante por Boyhood – Da Infância à Juventude e J. K. Simmons conquistou um dos poucos prêmios óbvios do Oscar deste ano, o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante por Whiplash –  Em Busca da Perfeição. A história do matemático que descobriu como decifrar as mensagens criptografadas nazistas durante a Segunda Guerra Mundial e foi retratada em O Jogo da Imitação rendeu ao longa o prêmio de Melhor Roteiro Adaptado. O embate de Melhor Animação foi acirrado, mas Operação Big Hero 6 levou a melhor sobre Como Treinar o Seu Dragão 2. 

Vamos ao que interessa. A lista dos melhores e piores filmes de 2015. Antes uma explicação se faz necessária para iluminar a mente de quem nos lê. Eu, Derek, não tenho acesso às Sessões Cabines, que nada mais são do que as sessões que as distribuidoras fazem para exibir seus filmes à crítica especializada. Estas sessões acontecem normalmente alguns dias antes da estreia oficial do longa e os crítico credenciados pela distribuidora são convidados a assisti-lo e produzir um material a respeito nos sites, blogs, jornais, revistas e programas de televisão em que trabalham, sendo que o crítico convidado não paga pela Sessão Cabine. Ou seja, todos os filmes que eu assisto e escrevo sobre têm os seus ingressos pagos por mim. Na verdade isto dificilmente limita a quantidade de vezes que vou ao cinema, só ocorrendo em casos específicos como quando o longa só estreia nas salas VIPs dos cinemas da minha cidade, Barueri, ou apenas em cópias dubladas. Embora eu não seja o tipo de crítico que prefere não ver o filme a vê-lo dublado, muitas vezes o fato de não encontrá-lo legendado perto da minha casa dá um certo desânimo. Outro fator importante é que muitos longas simplesmente não chegam até os cinemas daqui, então esta dificuldade de acesso limita um pouco as estreias que eu consigo assistir. Toda esta explicação para concluir que os filmes listados abaixo não foram tirados de uma lista contendo todos os filmes lançados comercialmente no Brasil em 2015 e sim de todos os filmes que eu consegui assistir no cinema a partir daquelas lançados comercialmente no Brasil. Pode ser que outros filmes sejam tão bons ou melhores que estes listados abaixo, porém só terei acesso a eles quando forem disponibilizados no Netflix ou forem lançados em DVD e Blu-Ray.

Os critérios levados em consideração para fazer as listas vão muito além das notas que eu dei quando os longas estrearam. Se fosse este o caso, era só fazer uma lista com os filmes com as dez  melhores notas e aqueles com as dez piores. Na verdade há outros fatores envolvidos. O filme atendeu às expectativas geradas? Tenho vontade de assistí-lo de novo? Ele apresentou algo de revolucionário em alguma área de como fazer cinema? Alguma de suas cenas vai ficar para a história da sétima arte? Qual foi o impacto social e a atenção midiática que o filme gerou? Com estas e outras questões que eu discuto nas críticas eu elaborei as listas. Como todas as listas realizadas, dificilmente haverá 100% de concordância entre todas as pessoas. E esta é a parte divertida.
Não concorda com as listas? Coloque as suas nos comentários para conversarmos sobre e enriquecer nosso conhecimento.  
 
10 MELHORES FILMES DE 2015:
 
 
– Sicário – Terra de Ninguém (Sicario)
 
 
– Os Vingadores – Era de Ultron (The Avengers – Age of Ultron)
 
– Selma – Uma Luta pela Igualdade (Selma)
 
 
 
 
– Whiplash – Em Busca da Perfeição (Whiplash)
 

Derek Moraes

Cinéfilo de carteirinha. Nerd de plantão para preencher as mentes ávidas por informações e conhecimento. Especialista em transformar simples conversas em viagens a Hogwarts, Terra Média, Westeros e uma galáxia muito, muito distante.